O objetivo de utilizar água na agricultura não é a irrigação, mas a produção de alimentos.

A irrigação, na verdade, é a melhor tecnologia para atender à demanda crescente de alimentos de forma sustentável. O futuro na produção de alimentos para uma população mundial que só tende a crescer é o potencial de irrigação de áreas agrícolas. Porém, é importante ressaltar que não basta irrigar, é preciso que haja planejamento, monitoramento e uma boa gestão da irrigação.

A chegada da tecnologia da informação no campo, com o uso de novas tecnologias da chamada Agricultura Digital, permite trazer uma eficiência ainda maior para a irrigação, evitando desperdícios e aproveitando melhor o potencial produtivo de cada cultura.

Irrigar não é só jogar água: o uso sustentável dos recursos hídricos.

 A nova lógica de produção consiste também em realizar o uso sustentável de recursos naturais, sendo a água um dos mais relevantes. Em momentos de secas e de crises hídricas, o uso deste recurso se torna ainda mais crítico na agricultura.

Dentre os diferentes tipos de irrigação, destaca-se o de irrigação por gotejamento, que consiste em canalizar a água diretamente sob o sistema radicular da planta, fornecendo a quantidade necessária para ela se desenvolver com o mínimo de desperdício durante a aplicação.

água

Sendo assim, o volume de recursos hídricos utilizado nesse método é menor do que o utilizado no sistema de irrigação por aspersão, resultando em economia no volume de água – que pode chegar a até 80% quando comparado a outros métodos, fato este que colabora para a redução dos custos e proporciona uma oportunidade de ampliar a produção. Os ganhos de produtividade ao utilizar um sistema de irrigação por gotejamento podem chegar a mais de 200%, variando de acordo com a cultura, região e qualidade do manejo.

O manejo da irrigação demanda planejamento na propriedade. Para saber exatamente o quanto e quando irrigar, é preciso coletar dados das condições ambientais, como as de evapotranspiração e umidade do solo, por exemplo.

Como característica de um sistema de alta eficiência e precisão empregada faz se necessário o uso de mão de obra qualificada visando extrair o máximo benefício do sistema.

Tudo isso representa um aumento de produtividade com produtos de melhor qualidade, resultando em maior rentabilidade ao produtor.