Produzir cada vez mais com menos pressão aos recursos hídricos é o grande desafio da agricultura moderna. Na região Oeste da Bahia, esta é uma realidade alcançada por pequenos, médios e grandes agricultores, através da adoção de tecnologias de produção altamente eficientes, que permitem alcançar alta produtividade com práticas de manejo de conservação do solo e de recursos hídricos capazes de maximizarem a utilização de áreas já consolidadas e permitir a difusão de novas tecnologias para o avanço na produção de alimentos da região.

Uma dessas práticas conservacionistas é a irrigação inteligente, capaz de suprir a demanda hídrica da planta e fazer o uso racional dos recursos naturais. Com vistas a intensificar a atividade agrícola de baixo impacto, a NaanDanJain, multinacional referência no segmento, uniu-se à Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e ao Instituto Aiba (Iaiba), entidades que fomentam a agricultura sustentável, para celebrar um Acordo de Cooperação Técnica, cujo objetivo é promover o desenvolvimento do agronegócio no Oeste da Bahia.

A iniciativa visa, ainda, a transferência de conhecimento técnico e capacitação local. Denominado de “Projeto de Fortalecimento da Agricultura Familiar através da Irrigação Compartilhada”, o acordo viabilizou a instalação, em uma área de 4.000 m², de unidades demonstrativas de sistemas de irrigação por gotejamento e mini aspersão totalmente compartilháveis e adaptáveis às várias culturas agrícolas, permitindo aos pequenos produtores rurais uma maior produtividade e, consequentemente, rentabilidade na comercialização da sua produção.

O projeto, que extrapolou às pequenas áreas agrícolas, beneficiou também a comunidade acadêmica, ao chegar ao campus de Barra da Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), onde foi implantada, em uma área de 2 hectares, a unidade demonstrativa de irrigação por gotejamento, microaspersão e aspersão, a ser operada por docentes e discentes do curso de Agronomia da instituição de ensino superior. O intuito do equipamento é demonstrar o potencial da irrigação tecnificada para a produtividade, com efeito multiplicador na disseminação das técnicas para a comunidade através da capacitação de alunos da Universidade, de forma a difundir o uso sustentável, eficiente e racional dos recursos, aliando ao uso das tecnologias de irrigação como ferramenta fundamental para reduzir os riscos ambientais e potencializar ainda mais as boas práticas agrícolas na região.

Segundo o gerente geral da NaanDanJain Brasil, Antonio Alfredo Mendes, a parceria atende à crescente demanda por tecnologias que proporcionem o equilíbrio entre a produção de alimentos e o uso sustentável dos recursos naturais. Em sua opinião, o foco na construção de sistemas sustentáveis de produção que contemplem os três pilares do desenvolvimento (econômico, social e ambiental) são premissas de todas as entidades e organizações que pretendem alcançar esse equilíbrio.

“Tecnologias eficientes e ambientalmente sustentáveis são fundamentais para enfrentar os desafios globais de garantir a segurança hídrica e alimentar das populações. Nesse sentido, a parceria reforça a importância da cooperação para promover soluções regionalizadas que permitam ampliar a agricultura irrigada de forma eficiente e econômica, incorporando a responsabilidade social e ambiental como premissas básicas para esse desenvolvimento”, afirmou.

O convênio resultou, ainda, na instalação de kits de irrigação nas comunidades de Vereda das Lages, Val do Teiú e do Bezerro, pertencentes ao município de Barreiras, que proporcionou o acesso a novas tecnologias de irrigação para o cultivo de olerícolas. Além dos equipamentos, os pequenos produtores trocaram conhecimento e informação sobre o uso dos recursos hídricos da região, tendo em vista à inclusão produtiva, econômica e social dos moradores das comunidades.

As ações de capacitação, intituladas de “Educação Transforma”, promoveu o treinamento de jovens aprendizes, profissionais do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande (Cetep), no município de Barreiras, agricultores, pecuaristas e líderes comunitários da região, além de fomentar a pesquisa, através da assessoria técnica para a implantação do sistema de irrigação do Viveiro de Pesquisa e Produção de Plantas Nativas do Cerrado, do Campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

Celestino Zanella, que preside a Aiba e o Iaiba, destacou que “as ações conduzidas com a NaanDanJain têm demonstrado que as tecnologias do grande produtor podem ser adaptadas aos pequenos produtores. A eficiência do sistema vai fazer uma enorme diferença na vida deles, pois com inovação, tecnologia e treinamento permite aumentar a produtividade e a sustentabilidade da região Oeste da Bahia”.

De acordo com o Superintendente do Iaiba, Helmuth Kieckhöfer, “a parceria é pioneira, e visa a transferência de tecnologia para inserção de pequenos agricultores em um sistema de aumento de produtividade. Isto proporciona aumento da renda, qualidade de vida e fixação do homem ao campo. Além de permitir a construção do desenvolvimento regional, o uso racional da água é um modelo de sustentabilidade na produção agrícola”.

Na Aprovale RJ, está sendo elaborado um projeto de irrigação, o qual será possível incluir mais produtores e várias culturas em um só local, tornando a área em uma unidade demonstrativa nas margens da Unidade de Conservação da Bacia do Rio de Janeiro, medida que demonstrará o alto potencial da região na inserção da irrigação eficiente na agricultura familiar.

Sem fronteiras, a NaanDanJain tem ampliado sua participação no território da Bahia. Ao lado da Secretaria Estadual da Agricultura Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), o grupo vai atuar na região do Baixo São Francisco baiano. Em janeiro próximo, será instalado um sistema de irrigação para a produção de uvas, totalizando aproximadamente 2,3 hectares, em Paulo Afonso, em um projeto social de geração de trabalho para dependentes químicos, como forma de ressocialização.