PLANEJAMENTO DE SAFRA

Planejar a produção antes de iniciar uma nova safra é o passo mais importante que o produtor rural deve fazer para garantir maior economia no uso dos recursos, mais rentabilidade na colheita, além de se preparar para eventos inesperados, como adversidades no tempo e clima, preço do produto agrícola, aumento do valor de defensivos, entre outros.

Uma produção agrícola abrange diversos custos, como sementes, fertilizantes, defensivos, máquinas, mão de obra, energia, etc. Por isso, optar por um bom planejamento depende de determinar quais os procedimentos para o sucesso da lavoura e controlar os custos para gerar lucratividade. Dessa forma, também é possível se preparar para alguns riscos, como clima, investindo em sistemas de irrigação que garantam a produção mesmo em épocas de seca.

 

PRODUÇÃO DE FEIJÃO NO BRASIL

O Brasil é o maior produtor e consumidor de feijão do mundo. A variedade mais popular é o feijão carioca, presente em 70% dos domicílios. Em segundo lugar vem o feijão preto. Mas existem muitas outras variedades como branco, azuki, fradinho, jalo, moyashi, rajado, rosinha, roxinho, verde e vermelho.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o Brasil consome 3,1 milhões de toneladas de feijão ao ano e a agricultura irrigada tem um papel fundamental na produção de feijão do país.

Em 2018, segundo o IBGE, o Brasil deve colher 3,3 milhões de toneladas de feijão, uma queda de 0,5% em relação ao resultado de 2017 devido a problemas climáticos que têm reduzido o rendimento médio que está 2,9% menor do que o ano passado.

 

IRRIGAÇÃO AUMENTA O DESEMPENHO E RENTABILIDADE DO FEIJOEIRO NO CAMPO

Com o uso da irrigação é possível regularizar a oferta de feijão, melhorar a qualidade da cultivar produzida e reduzir seu custo. A irrigação tem todos os requisitos favoráveis para melhorar a qualidade do feijão, além de criar um desenvolvimento da cultura e proporcionar um ambiente favorável de colheita, ou seja, produzir mais e de melhor qualidade.

De acordo com José Roberto de Menezes, consultor de Manejo de Sistemas Tropicais Irrigados, em entrevista ao portal Notícias Agrícolas, a produtividade média de sequeiro no Brasil é de 550kg por hectare contra a produtividade de 2.400kg por hectare no cultivo irrigado. Mais de 5 vezes a produtividade média.

Isso significa o uso racional de água e de fertilizantes, além da redução expressiva da mão de obra e do maquinário empregado.

Como característica de uma cultura com preços que variam muito de safra para safra, o feijão irrigado tem uma série de vantagens, e uma das certezas é a de que a produção não será perdida em períodos de veranico.

 

Entre em contato com a NaanDanJain e saiba mais sobre nossas tecnologias em irrigação: naandanjain@naadanjain.com.br